segunda-feira, 12 de junho de 2017


Aquela história de que no inverno o corpo precisa de mais calorias para dar conta do recado é comprovada cientificamente. Com o respaldo da ciência muitos aproveitam a estação para se deliciar em pratos mais gordurosos.

Para quem não abre mão do prazer de provar um bom prato à mesa e não quer terminar o inverno brigando com a balança segue essa receita deliciosa e igualmente rica em sabor. Além de saudável é super fácil de preparar, você vai se surpreender.

Panqueca integral de legumes

Ingredientes  

Massa:

  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • 2 xícaras (chá) de leite
  • 2 ovos
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
  • Sal e temperos a gosto
  • Meia xícara (chá) de aveia em flocos
  • Óleo para untar


Recheio:

  • 1 cenoura cozida ralada
  • Meio maço de brócolis cozido picado
  • 1 xícara (chá) de palmito picado
  • 1 caixinha de creme de leite
  • Sal e temperos a gosto


Molho:

  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 dente de alho amassado
  • 4 tomates frescos sem pele, picados
  • 1 pitada de açúcar
  • 1 colher (sopa) de manjericão fresco picado


Modo de preparo 

Massa: Em um liquidificador, bata o óleo com o leite, os ovos, a farinha e o tempero até ficar homogêneo. Acrescente a aveia e bata novamente. Aqueça uma frigideira untada, coloque uma pequena porção de massa e deixe dourar levemente dos dois lados. Repita a operação até terminar a massa. Reserve.

Recheio: em uma tigela, misture todos os ingredientes. Recheie as panquecas, dobre-as ao meio e depois dobre-as novamente, formando um leque. Coloque-as em um recipiente refratário médio e reserve.

Molho: em uma panela, aqueça o azeite e doure o alho. Junte os tomates picados, o caldo e galinha, o açúcar, o manjericão, meia xícara (chá) de água e deixe ferver até apurar. Despeje o molho sobre as panquecas e leve ao forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 10 minutos. Sirva. Dica: se desejar, substitua o palmito pela mesma quantidade de queijo branco em cubos.

Sugestão Cozinha Nestlé


18:08 Você sabe cozinhar acredite

Aquela história de que no inverno o corpo precisa de mais calorias para dar conta do recado é comprovada cientificamente. Com o respaldo da ciência muitos aproveitam a estação para se deliciar em pratos mais gordurosos.

Para quem não abre mão do prazer de provar um bom prato à mesa e não quer terminar o inverno brigando com a balança segue essa receita deliciosa e igualmente rica em sabor. Além de saudável é super fácil de preparar, você vai se surpreender.

Panqueca integral de legumes

Ingredientes  

Massa:

  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • 2 xícaras (chá) de leite
  • 2 ovos
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
  • Sal e temperos a gosto
  • Meia xícara (chá) de aveia em flocos
  • Óleo para untar


Recheio:

  • 1 cenoura cozida ralada
  • Meio maço de brócolis cozido picado
  • 1 xícara (chá) de palmito picado
  • 1 caixinha de creme de leite
  • Sal e temperos a gosto


Molho:

  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 dente de alho amassado
  • 4 tomates frescos sem pele, picados
  • 1 pitada de açúcar
  • 1 colher (sopa) de manjericão fresco picado


Modo de preparo 

Massa: Em um liquidificador, bata o óleo com o leite, os ovos, a farinha e o tempero até ficar homogêneo. Acrescente a aveia e bata novamente. Aqueça uma frigideira untada, coloque uma pequena porção de massa e deixe dourar levemente dos dois lados. Repita a operação até terminar a massa. Reserve.

Recheio: em uma tigela, misture todos os ingredientes. Recheie as panquecas, dobre-as ao meio e depois dobre-as novamente, formando um leque. Coloque-as em um recipiente refratário médio e reserve.

Molho: em uma panela, aqueça o azeite e doure o alho. Junte os tomates picados, o caldo e galinha, o açúcar, o manjericão, meia xícara (chá) de água e deixe ferver até apurar. Despeje o molho sobre as panquecas e leve ao forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 10 minutos. Sirva. Dica: se desejar, substitua o palmito pela mesma quantidade de queijo branco em cubos.

Sugestão Cozinha Nestlé


sexta-feira, 9 de junho de 2017


Para quem gosta de queijo essa receita é perfeita. Com poucos ingredientes e com um modo de simples de preparo, o delicioso caldo de queijo é certeza de sucesso para ser saboreado nas noites de inverno.

Ingredientes
  • 1 Xícara de Requeijão
  • 1 Xícara de Mussarela ralada
  • 1 Xícara de Parmesão ralado
  • 1 Litro de Leite
  • 1 Litro de Caldo de galinha
  • 1 Unidade de Cebola
  • 1 Colher de sopa de Manteiga
  • 2 Unidades de Cenoura ralada
  • 2 Colheres de sopa de Amido de Milho
  • 1 Dente de Alho
  • Sal a gosto
  • Noz moscada a gosto

Modo de fazer

Para começar, pique a cebola e refogue em uma panela junto com a manteiga.
Em um vasilhame a parte dissolva o amido de milho em um pouco de leite. Adicione a cenoura e o amido de milho dissolvido pouco do leite à cebola refogada e mexa bem

Agora vá colocando os queijos sempre mexendo para que derretam de maneia uniforme. Tempere com o sal e a noz moscada

Sem deixar de mexer, adicione o leite aos poucos, o caldo de galinha. Quando tiver adicionado todo o caldo e todo o leite, tampe a panela e deixe levantar fervura.

Depois de fervido bata a mistura no liquidificador até que se torne bem homogêneo. Volte à panela e mantenha aquecido para servir. Sirva acompanhado de torradinhas.


15:52 Você sabe cozinhar acredite

Para quem gosta de queijo essa receita é perfeita. Com poucos ingredientes e com um modo de simples de preparo, o delicioso caldo de queijo é certeza de sucesso para ser saboreado nas noites de inverno.

Ingredientes
  • 1 Xícara de Requeijão
  • 1 Xícara de Mussarela ralada
  • 1 Xícara de Parmesão ralado
  • 1 Litro de Leite
  • 1 Litro de Caldo de galinha
  • 1 Unidade de Cebola
  • 1 Colher de sopa de Manteiga
  • 2 Unidades de Cenoura ralada
  • 2 Colheres de sopa de Amido de Milho
  • 1 Dente de Alho
  • Sal a gosto
  • Noz moscada a gosto

Modo de fazer

Para começar, pique a cebola e refogue em uma panela junto com a manteiga.
Em um vasilhame a parte dissolva o amido de milho em um pouco de leite. Adicione a cenoura e o amido de milho dissolvido pouco do leite à cebola refogada e mexa bem

Agora vá colocando os queijos sempre mexendo para que derretam de maneia uniforme. Tempere com o sal e a noz moscada

Sem deixar de mexer, adicione o leite aos poucos, o caldo de galinha. Quando tiver adicionado todo o caldo e todo o leite, tampe a panela e deixe levantar fervura.

Depois de fervido bata a mistura no liquidificador até que se torne bem homogêneo. Volte à panela e mantenha aquecido para servir. Sirva acompanhado de torradinhas.


terça-feira, 18 de agosto de 2015

A comida mineira é famosa em todo Brasil e até mesmo no exterior. Pelos quatro cantos do país não é difícil encontrar um restaurante que sirva a deliciosa culinária de Minas.

Parte do segredo dos pratos mineiros pode ser atribuído ao tempero usado. Em Minas Gerais é comum usar mais que sal para dar sabor à comida. Em quase todas as casas do estado é comum encontrar um pote de tempero preparado artesanalmente e que fica à disposição para dar o toque especial ao preparado das iguarias mineiras. Muitas vezes o tempero é também presente dado aos visitantes.

Não existe uma receita padrão. Minas Gerais é um estado grande e em cada região é possível encontrar variações da base do tempero que sempre tem bastante alho em sua composição. Abaixo a receita básica do tempero mineiro.

Não tenha medo de ousar e dar seu toque especial com o seu ingrediente.


Ingredientes
  • 200 gramas de alho
  • 1/2 kg de cebola
  • 2 pimentões vermelho
  • 1 maço de salsa
  • 1 maço de cebolinha verde
  • 400 gramas de sal

Modo de preparo
  • Bata todos os temperos no liquidificador, exceto o sal, que deve ser agregado ao final
  • Misture bem até que fique com a textura bem homogênea. 
  • Guarde na geladeira em vidros esterilizados para uso diário.


15:34 Flávio Peixe
A comida mineira é famosa em todo Brasil e até mesmo no exterior. Pelos quatro cantos do país não é difícil encontrar um restaurante que sirva a deliciosa culinária de Minas.

Parte do segredo dos pratos mineiros pode ser atribuído ao tempero usado. Em Minas Gerais é comum usar mais que sal para dar sabor à comida. Em quase todas as casas do estado é comum encontrar um pote de tempero preparado artesanalmente e que fica à disposição para dar o toque especial ao preparado das iguarias mineiras. Muitas vezes o tempero é também presente dado aos visitantes.

Não existe uma receita padrão. Minas Gerais é um estado grande e em cada região é possível encontrar variações da base do tempero que sempre tem bastante alho em sua composição. Abaixo a receita básica do tempero mineiro.

Não tenha medo de ousar e dar seu toque especial com o seu ingrediente.


Ingredientes
  • 200 gramas de alho
  • 1/2 kg de cebola
  • 2 pimentões vermelho
  • 1 maço de salsa
  • 1 maço de cebolinha verde
  • 400 gramas de sal

Modo de preparo
  • Bata todos os temperos no liquidificador, exceto o sal, que deve ser agregado ao final
  • Misture bem até que fique com a textura bem homogênea. 
  • Guarde na geladeira em vidros esterilizados para uso diário.


sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Torta de Limão - Você sabe cozinhar
Ingredientes

Massa
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de manteiga
meia lata de creme de leite 
1 colher (chá) de fermento em pó

Recheio
1 lata de leite condensado
6 colheres (sopa) de suco de limão
meia lata de Creme de Leite
1 colher (sopa) de raspas da casca de limão

Merengue
3 claras
meia xícara (chá) de açúcar

Modo de Preparo

Massa:

Em um recipiente, peneire a farinha de trigo, faça uma cova no centro e coloque a manteiga, o creme de Leite e o fermento em pó. Misture-os com as pontas dos dedos, até que a massa solte completamente das mãos. Deixe descansar por cerca de 30 minutos na geladeira. Abra a massa, forre uma forma de fundo removível (24 cm de diâmetro), fure o fundo com um garfo e asse em forno médio-alto (200°C), por cerca de 20 minutos.

Recheio:

Em uma tigela, misture bem o leite condensado com o suco de limão. Incorpore o creme de leite e as raspas de limão. Recheie a massa já assada e leve à geladeira por cerca de 30 minutos, para firmar o recheio.

Merengue:

Em uma panela, misture as claras e o açúcar e leve ao fogo baixo, mexendo vigorosamente sem parar, por cerca de 3 minutos, tirando a panela do fogo por alguns instantes a cada minuto, continuando a mexer, para não cozinhar. Retire do fogo e em uma batedeira, bata por cerca de 5 minutos ou até dobrar de volume. Desligue a batedeira, retire a torta da geladeira e cubra-a com o merengue. Retorne a torta ao forno por cerca de 10 minutos, para dourar. Sirva gelada.



17:02 Você sabe cozinhar acredite
Torta de Limão - Você sabe cozinhar
Ingredientes

Massa
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de manteiga
meia lata de creme de leite 
1 colher (chá) de fermento em pó

Recheio
1 lata de leite condensado
6 colheres (sopa) de suco de limão
meia lata de Creme de Leite
1 colher (sopa) de raspas da casca de limão

Merengue
3 claras
meia xícara (chá) de açúcar

Modo de Preparo

Massa:

Em um recipiente, peneire a farinha de trigo, faça uma cova no centro e coloque a manteiga, o creme de Leite e o fermento em pó. Misture-os com as pontas dos dedos, até que a massa solte completamente das mãos. Deixe descansar por cerca de 30 minutos na geladeira. Abra a massa, forre uma forma de fundo removível (24 cm de diâmetro), fure o fundo com um garfo e asse em forno médio-alto (200°C), por cerca de 20 minutos.

Recheio:

Em uma tigela, misture bem o leite condensado com o suco de limão. Incorpore o creme de leite e as raspas de limão. Recheie a massa já assada e leve à geladeira por cerca de 30 minutos, para firmar o recheio.

Merengue:

Em uma panela, misture as claras e o açúcar e leve ao fogo baixo, mexendo vigorosamente sem parar, por cerca de 3 minutos, tirando a panela do fogo por alguns instantes a cada minuto, continuando a mexer, para não cozinhar. Retire do fogo e em uma batedeira, bata por cerca de 5 minutos ou até dobrar de volume. Desligue a batedeira, retire a torta da geladeira e cubra-a com o merengue. Retorne a torta ao forno por cerca de 10 minutos, para dourar. Sirva gelada.



terça-feira, 4 de agosto de 2015

Publicado originalmente no Blog Vigilantes da Causa Magra

Você sabia que nós só precisamos de 2.400 mg de sódio ao dia, o que é equivalente a 6 g de sal por dia? E que um único tablete de carne industrializado, por exemplo, possuiu 2.200 mg de sódio em média.

A pedido do blog Vigilantes da Causa Magra, a nutricionista Cintia Azeredo, do Vita Check-Up, listou dez alimentos que podem substituir o sal. Ela explica que todos os alimentos já possuem uma determinada quantidade de sódio. Por isso, quando incluímos o sal nos alimentos ou temperos industrializados aumentamos ainda mais seu teor de sódio, muitas vezes, ultrapassando as necessidades diárias recomendadas. “Isso pode facilitar ou agravar a hipertensão arterial”, alerta. 

Segundo dados Vigitel/2014 do Ministério da Saúde, 24,8% da população sofre de hipertensão.
Assim, para realçar o sabor dos alimentos, é possível trocar o sal por temperos naturais, uma vez que estes não vão trazer danos à saúde. “Pelo contrário. São muitos os benefícios, além de deixar a comida saborosa”, garante Cintia.

Veja alguns dos alimentos listados: 

1. Alho: Tem ação hipotensora, vasodilatadora e sudorífera; estimula funções respiratórias; reduz a taxa de colesterol total e triglicerídeo no sangue. Elimina toxinas e bactérias patogênicas e tem a vantagem de combinar com quase todos os tipos de cardápio.

2.Salsinha: Tem ação digestiva, combate cólicas menstruais e ainda é indicado para infecções urinárias e problemas renais. É rica em antioxidantes e anti-inflamatórios. Pode ser utilizada em legumes, assados, sopas, massas, carnes e frango.

3. Cebola: Melhora a circulação sanguínea, previne o envelhecimento das artérias, é rica em potássio, ajuda a controlar a pressão arterial, funciona como aliada no combate a problemas respiratórios e ainda combina com quase todos os cardápios.

4. Hortelã: Tem ação analgésica, estimulante, aromatizante, antioxidante, expectorante, previne problemas bucais e ainda ajuda na digestão, aliviando problemas estomacais e intestinais. Pode ser utilizada em chás, sucos, feijões, batata, berinjela e cordeiro.

5. Limão: Aumenta as defesas do organismo, facilita a digestão, regula a absorção de açucares, pela presença de fibras solúveis, fonte de potássio, que auxilia no controle da pressão arterial. Pode ser usado em sucos, temperos de saladas, entre outros.




12:48 Você sabe cozinhar acredite
Publicado originalmente no Blog Vigilantes da Causa Magra

Você sabia que nós só precisamos de 2.400 mg de sódio ao dia, o que é equivalente a 6 g de sal por dia? E que um único tablete de carne industrializado, por exemplo, possuiu 2.200 mg de sódio em média.

A pedido do blog Vigilantes da Causa Magra, a nutricionista Cintia Azeredo, do Vita Check-Up, listou dez alimentos que podem substituir o sal. Ela explica que todos os alimentos já possuem uma determinada quantidade de sódio. Por isso, quando incluímos o sal nos alimentos ou temperos industrializados aumentamos ainda mais seu teor de sódio, muitas vezes, ultrapassando as necessidades diárias recomendadas. “Isso pode facilitar ou agravar a hipertensão arterial”, alerta. 

Segundo dados Vigitel/2014 do Ministério da Saúde, 24,8% da população sofre de hipertensão.
Assim, para realçar o sabor dos alimentos, é possível trocar o sal por temperos naturais, uma vez que estes não vão trazer danos à saúde. “Pelo contrário. São muitos os benefícios, além de deixar a comida saborosa”, garante Cintia.

Veja alguns dos alimentos listados: 

1. Alho: Tem ação hipotensora, vasodilatadora e sudorífera; estimula funções respiratórias; reduz a taxa de colesterol total e triglicerídeo no sangue. Elimina toxinas e bactérias patogênicas e tem a vantagem de combinar com quase todos os tipos de cardápio.

2.Salsinha: Tem ação digestiva, combate cólicas menstruais e ainda é indicado para infecções urinárias e problemas renais. É rica em antioxidantes e anti-inflamatórios. Pode ser utilizada em legumes, assados, sopas, massas, carnes e frango.

3. Cebola: Melhora a circulação sanguínea, previne o envelhecimento das artérias, é rica em potássio, ajuda a controlar a pressão arterial, funciona como aliada no combate a problemas respiratórios e ainda combina com quase todos os cardápios.

4. Hortelã: Tem ação analgésica, estimulante, aromatizante, antioxidante, expectorante, previne problemas bucais e ainda ajuda na digestão, aliviando problemas estomacais e intestinais. Pode ser utilizada em chás, sucos, feijões, batata, berinjela e cordeiro.

5. Limão: Aumenta as defesas do organismo, facilita a digestão, regula a absorção de açucares, pela presença de fibras solúveis, fonte de potássio, que auxilia no controle da pressão arterial. Pode ser usado em sucos, temperos de saladas, entre outros.




segunda-feira, 27 de julho de 2015

O Espírito Santo é um estado privilégiado por riquezas naturais. Na gastronomia uma gama de sabores encanta a todos. Iguaria tradicionalmente preparada para ir à mesa na Semana Santa, a torta capixaba sintetiza a diversidade de sabores do estado.


Ingredientes
  • 150 g de bacalhau salgado (e depois dessalgado e desfiado)
  • 150 g de camarão pequeno, sem casca, rabo e cabeça
  • 150 g de carne de siri
  • 150 g de mexilhões cozidos
  • 300 g de palmito pupunha fresco e picado em cubos pequenos
  • 200 g de cebola picada pequena
  • 200 g de tomate picado pequeno
  • 100 g de azeitonas sem caroço
  • 3 dentes de alho picadinhos
  • 8 ovos
  • suco de 1 ½ limão
  • coentro a gosto
  • azeite de oliva
  • sal a gosto

Modo de fazer

  • Separe os ingredientes que servirão para decoração da torta – algumas azeitonas e rodelas de cebola – e coloque dois ovos para cozinhar em água fervente por cerda de 5 minutos. Reserve
  • Preaqueça o forno a 180º C.
  • Em uma panela ou frigideira grande, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho. Quando a cebola murchar, junte o palmito e o tomate e deixe cozinhar por cerca de 3 minutos.
  • Acrescente os frutos do mar, as azeitonas e o bacalhau dessalgado e desfiado. Cozinhe por mais 3-4 minutos. 
  • Desligue o fogo, misture o coentro e o suco do limão, experimente e acerte o sal. Remova qualquer excesso de líquido/caldo e deixe esfriar enquanto prepara a etapa dos ovos.
  • Bata em neve as claras de 6 ovos. Reserve. Em outra vasilha, bata 6 gemas até se tornarem cremosas. Com delicadeza, junte-as às claras em neve.
  • Misture dois terços dos ovos batidos ao refogado já frio e transfira para uma panela de barro ou forma refratária untada com azeite. 
  • Cubra com o restante da mistura de ovos, decore com as azeitonas, rodelas de cebola e ovos cozidos cortados em fatias e leve ao forno preaquecido. 
  • Quando a superfície estiver bem dourada, retire do forno e sirva.

20:05 Você sabe cozinhar acredite
O Espírito Santo é um estado privilégiado por riquezas naturais. Na gastronomia uma gama de sabores encanta a todos. Iguaria tradicionalmente preparada para ir à mesa na Semana Santa, a torta capixaba sintetiza a diversidade de sabores do estado.


Ingredientes
  • 150 g de bacalhau salgado (e depois dessalgado e desfiado)
  • 150 g de camarão pequeno, sem casca, rabo e cabeça
  • 150 g de carne de siri
  • 150 g de mexilhões cozidos
  • 300 g de palmito pupunha fresco e picado em cubos pequenos
  • 200 g de cebola picada pequena
  • 200 g de tomate picado pequeno
  • 100 g de azeitonas sem caroço
  • 3 dentes de alho picadinhos
  • 8 ovos
  • suco de 1 ½ limão
  • coentro a gosto
  • azeite de oliva
  • sal a gosto

Modo de fazer

  • Separe os ingredientes que servirão para decoração da torta – algumas azeitonas e rodelas de cebola – e coloque dois ovos para cozinhar em água fervente por cerda de 5 minutos. Reserve
  • Preaqueça o forno a 180º C.
  • Em uma panela ou frigideira grande, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho. Quando a cebola murchar, junte o palmito e o tomate e deixe cozinhar por cerca de 3 minutos.
  • Acrescente os frutos do mar, as azeitonas e o bacalhau dessalgado e desfiado. Cozinhe por mais 3-4 minutos. 
  • Desligue o fogo, misture o coentro e o suco do limão, experimente e acerte o sal. Remova qualquer excesso de líquido/caldo e deixe esfriar enquanto prepara a etapa dos ovos.
  • Bata em neve as claras de 6 ovos. Reserve. Em outra vasilha, bata 6 gemas até se tornarem cremosas. Com delicadeza, junte-as às claras em neve.
  • Misture dois terços dos ovos batidos ao refogado já frio e transfira para uma panela de barro ou forma refratária untada com azeite. 
  • Cubra com o restante da mistura de ovos, decore com as azeitonas, rodelas de cebola e ovos cozidos cortados em fatias e leve ao forno preaquecido. 
  • Quando a superfície estiver bem dourada, retire do forno e sirva.