sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Publicado por Flávio Peixe

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 - 01:41

1 comment
A cultura maranhense é expressa de várias formas: na música, no artesanato, nas festas, em manifestações como o Bumba-Meu-Boi e também na culinária.

Muitos pratos foram criados há muito tempo pelos africanos, portugueses, índios,
árabes e outros povos.

A mistura de elementos afro-indígenas e portugueses tornaram a culinária maranhense eclética, saborosa e colorida.

Entre os diversos pratos tipicamente maranhenses um chama atenção. Com presença garantida nos cardápios dos restaurantes, bares e barracas de comidas no mercado central de São Luís, o Caldo de Ovos, além de muito saboroso, tem fama de ser afrodisíaco e um excelente remédio para curar a ressaca.

Ingredientes
  • 1 tomate sem semente picado
  • 1 cebola grande picada
  • ½ pimentão verde pequeno picado
  • ½ pimenta-de-cheiro picada
  • 1 maço de cheiro-verde
  • 2 limões em suco
  • 4 ovos crus
  • 4 ovos cozidos
  • 200 gr de carne moída
  • 50 ml de óleo de soja
  • Farinha de mandioca o suficiente para dar ponto
  • Sal a gosto
  • Tempero seco a gosto

Modo de Fazer

Tempere a carne com o sal e refogue em óleo com os temperos bem picados.
Depois de tudo refogado, acrescente o colorau e o tempero seco.
Acrescentee 800 ml de água, mexa bem e deixe levantar fervura em fogo médio.
Coloque a metade do suco de limão e prove para ver se é o suficiente para o seu paladar, se não, acrescente o restante.
Com o caldo ainda em ebulição, quebre os quatro ovos crus, misture-os em uma tigela e despeje na panela, mexendo continuamente em forma de oito, com uma colher de pau até verificar que eles estão cozidos (a mudança na cor – esbranquiçamento – e textura – leve endurecimento – indicam que vc chegou lá).
Chegamos agora um momento crucial: A adição da farinha. É a farinha que dá o “ponto”. O bom caldo não pode ser ralo. Tampouco pode ser espesso demais. O segredo está no equilíbrio.
Umedeça a farinha antes de adicioná-la ao caldo fervente (isto evita o empelotamento, aquela indesejável formação de bolinhas).
Acrescente-a aos poucos, mexendo, vigorosa e continuamente, até o cozimento (novamente a cor – a farinha se torna transparente – e a textura – semelhante a um “grude” bem ralo – serão seus guias).
Desligue o fogo, acrescente o cheiro-verde picado e em seguida tampe a panela.
Na hora de servir, escolha cumbucas fundas e coloque um ovo cozido para cada porção.
Para acompanhar, torradas (bem finas e crocantes)

Rende 4 porções


1 comentários:

cassia disse...

e uma delicia.muito bom depois de proto gosto de colocar um limão por cima e também uma pimenta malagueta.eu gosto de substituir a farinha por creme ou massa de macaxeira desses que vende no supermercado,mas se você não mora no Ma vai ser dificil encontrar.mas fica a dica.