quarta-feira, 7 de abril de 2010

Publicado por Flávio Peixe

quarta-feira, 7 de abril de 2010 - 10:01

No comments
As especiarias são temperos (condimentos) usados na culinária para proporcionar sabores diferentes nas comidas. Algumas especiarias também eram, e ainda são, utilizadas na fabricação de cosméticos, óleos e medicamentos. As principais são: pimenta, gengibre, cravo, canela, noz moscada, açafrão, cardamomo e ervas aromáticas.

Na época das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos (séculos XV e XVI) eram muito valorizadas na Europa, pois não podiam ser cultivadas neste continente em função do clima. O surgimento e crescimento da burguesia também aumentou a demanda por produtos considerados de luxo na época, como, por exemplo, as especiarias.

No século XV, os comerciantes de Gênova e Veneza, cidades italianas, tinham o monopólio destas especiarias. Compravam no Oriente, principalmente na Índia e China, e vendiam com alta porcentagem de lucro no mercado europeu. Estas especiarias eram levadas para Europa através da rota do Mar Mediterrâneo, dominada pelos comerciantes italianos.

No século XVI, os portugueses descobriram uma rota alternativa para chegar ao oriente, através da navegação pela costa africana. Passaram a comprar as especiarias diretamente na fonte e tiraram o monopólio dos italianos. As caravelas portuguesas chegavam à Europa carregadas de especiarias, que eram vendidas com alta taxa de lucro. Portugal se tornou uma potência econômica da época.

Abaixo temos uma lista
dos temperos mais utilizados e sua aplicação.


Açafrão da Terra - pó amarelo forte extraído da batata de uma planta. Muito usado no frango ensopado, arroz e macarrão, principalmente na região de Goiás.


Alecrim - é muito utilizado para aromatizar as carnes, principalmente a carne de carneiro. Além de tempero, seu chá é muito bem recebido após as refeições, como digestivo e contra insônia.


Canela - é a casca de uma árvore. Podemos usá-la em pau ou em pó. Muito utilizada nos molhos, arroz doce, creme de milho verde e tantos outros pratos, que são polvilhados apenas com canela em pó. A canela em pau é usada, geralmente, nas caldas, nos doces de frutas, cremes, etc. Também um chazinho de canela em dias frios tem seu valor, além de combater o resfriado.


Coentro - frutinha de forma arredondada, de cor laranja, tem um aroma delicado e agradável. É utilizado em pó, sozinho ou com outras especiarias. Indispensável para temperar peixes. Muito digestivo.


Hortelã - essa plantinha é a alma do quibe. Alguns galhinhos bem triturados é o suficiente para temperá-lo. Também usado nas canjas, molhos, etc. Ótimo para decorar pratos frios e saladas. Triture alguns galhos e deixe em infusão em um pouco de água. Beba frio e terá uma bebida refrescante que alivia tensões, prisão de ventre e dores no estômago.


Louro - suas folhas dão um aroma especial aos alimentos. Também é encontrado em pó. Muito usado no feijão, feijoada, caça e pesca. Usado como chá é ótimo para dores no estômago.


Manjericão - experimente empregá-la nos omeletes, ovos mexidos e frangos. O chá é muito saboroso.


Orégano - folha aromática, é a alma da pizza. Também utilizado nos molhos, peixes, carnes e frango assado. Seu cheiro é delicioso e seu gosto também, um tanto quanto picante.


Páprica - tempero feito com sementes secas e moídas dos pimentões. Dá um gosto muito agradável às carnes, aves, caças, canapés de queijo, ovos e molhos.


Os condimentos são, sem dúvida, o toque de personalidade na culinária, dão aos alimentos um gosto especial e são importantes na cozinha. Além de empregar perfume aos pratos, o uso dos temperos também

estimula o apetite.


E uma última dica:
sempre que possível, devem ser colocadas por último, a não ser que a receita determine o contrário.
Categories: ,

0 comentários: