segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Publicado por Flávio Peixe

segunda-feira, 19 de novembro de 2012 - 02:33

No comments

A palavra Cookie vem do alemão "Koekje" que significa pequeno bolo.

Diz a história que antes de colocar um bolo para assar, era feito um teste. Uma pequena porção da massa era separada e levada ao forno para testar a temperatura.

Assim os pequenos assados começaram a ser consumidos. Os britânicos descobriram que estes poderiam ser biscoitos para acompanharem o seu tradicional chá.

Foram os ingleses e alemães que levaram estes biscoitos para os EUA. Os americanos deram o toque final, acrescentando gotas de chocolate, nozes e outros tipos de complementos.

Hoje, os Estados Unidos são os maiores consumidores de cookies do mundo, chegando a cerca de dois bilhões por ano, o que representa quase 300 cookies para cada cidadão.


Ingredientes
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 3/4 de xícara (chá) de açúcar mascavo
  • 3/4 de xícara (chá) de açúcar cristal
  • 2 ovos grandes2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 250 gramas de castanhas do Brasil picadas
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher (chá) de essência de baunilha


Modo de fazer
Numa vasilha, misture 2 xícaras (chá) de farinha de trigo, 3/4 de xícara (chá) de açúcar mascavo, 3/4 de xícara (chá) de açúcar cristal, 2 ovos grandes, 2 colheres (sopa) de manteiga, 1 colher (chá) de fermento em pó, 1 colher (chá) de essência de baunilha e 1 pitada de sal.
Misture bem até ficar uma masa homogênea.
Acrescente as castanhas e misture novamente.
Numa forma untada e enfarinhada, coloque 1 colher (sopa) da massa (cerca de 50 g) para cada cookie e leve para assar a 180ºC por mais ou menos 25 min.

Dicas

  • Experimente trocar a farinha comum por farinha integral. 
  • Quer deixar a receita mais saudável, use manteiga sem sal.
  • Além das castanhas você pode colocar uvas passa e frutas secas e gotas de chocolate meio amargo à receita. 
  • E se você não resistir à tentação, adicione cacau em pó à massa.




Categories: ,

0 comentários: